fbpx
Linkedin Instagram Facebook
Voltar ao topo
  /  Consultoria   /  O que é E-commerce?
Trevl Consultoria

O que é E-commerce?

E-commerce ou comércio eletrônico está relacionado as transações que utilizam do ambiente online, ou seja, vendas realizadas através de uma plataforma eletrônica. Muitas empresas que utilizam desta estratégia, tem levado o seu negócio à um outro nível. Desta forma, tem se tornado cada vez mais comum fabricantes ou revendedores negociarem através de plataformas online. No entanto, apesar de seu crescimento exponencial, ainda surgem muitas dúvidas em relação ao comércio eletrônico, embora muitas empresas almejam fazer parte desse mercado ainda não entendem muito bem como são os processos e métodos digitais. Portanto, nesse artigo vamos tirar todas as suas dúvidas sobre E-commerce. E assim, você poderá se familiarizar com essa tendência que cresce de forma acelerada levando a migração de compra e venda para o meio digital. 

Para que serve um E-commerce

O comércio eletrônico diz respeito aos processos de compra e venda realizados através da internet. E assim, tudo é feito por meio de ferramentas online. Portanto, não se trata apenas de ter um site, mas sim uma maneira diferenciada de transacionar produtos ou serviços, empreendendo no ambiente online, pois está relacionado aos negócios digitais. Nesse caso, o E-commerce acontece através de uma gestão de processos que se referem à venda, atendimento ao cliente, marketing, controles financeiros e estoque. Entretanto, após à venda grande parte dos processos acontecem de forma automatizada dentro de um sistema.

Qual a diferença entre E-commerce e loja virtual

É bem comum definirmos loja virtual como E-commerce, por causa do conceito de comércio eletrônico. Porém, para deixar claro, a loja virtual é uma parte importante dentro do E-commerce, mas não se resume somente a isso. Ou seja, podemos definir que a loja virtual seria uma estrutura, um canal de vendas dentro do comércio eletrônico. Entretanto, existem as redes sociais, aplicativos, intermediadores de pagamento, marketplaces, entre outros, que também fazem parte do conceito E-commerce.

Qual a diferença entre E-commerce e Marketplace

Uma outra grande dúvida de quem está iniciando, é sobre o Marketplace. Podemos dizer que o Marketplace seria um modelo de E-commerce. Portanto, é uma plataforma totalmente estruturada para que várias empresas possam vender seus produtos. E assim, ela funciona como intermediária entre a loja e o cliente, tratando e assegurando toda a parte de cobrança. Além disso, por vezes se responsabiliza pela garantia de entrega e qualidade do produto. Logo, alguns comerciantes fazem uso dessas plataformas para ajudar a impulsionar vendas e também para divulgar sua marca e seus produtos. Pois, como já tem uma estrutura pronta, se torna muito mais fácil gerenciar.

Vejamos alguns exemplos de Marketplaces:

  • Magazine Luiza, Amazon, Americanas e Submarino – Varejos que tornaram marketplaces
  • Mercado Livre, OLX – Marketplace com venda de clientes para clientes.
  • Madeira Madeira – Marketplace de móveis
  • Nethoes, Dafiti, Kanui – Marketplaces de Moda
  • Elo7 – Marketplace de artesanato.

Quais as vantagens e desvantagens do comércio eletrônico

Um dos principais motivos que levam as pessoas a escolherem comprar online, são os preços baixos comparado a lojas físicas. O que é justificado por toda a estrutura necessária para elas. Entretanto, existem outros fatores que são levados em conta, como:

  • A conveniência de poder comprar a qualquer momento
  • Informações detalhadas sobre os produtos
  • Comparar preços

Portanto, apesar dos preços baixos serem um grande diferencial, a conveniência e praticidade também são fatores relevantes. Por esse motivo, é de extrema importância para um E-commerce se preocupar com a experiência de compra do cliente. Um outro aspecto positivo dentro do comércio eletrônico, é o seu potencial de vendas, que se comprovam com os dados a seguir:

  • No ano de 2019 o comércio online representou 14% do total de vendas de varejo do mundo (Statisa).
  • O Black Friday de 2019 movimentou cerca de R$ 3.87 bilhões em compras no E-commerce brasileiro. (E-commerce Brasil).
  • Em 2019 o comércio eletrônico no Brasil cresceu 18% com lucro projetado em torno de R$ 81.3 bilhões (ABComm).
  • O Brasil é considerado o 10º maior mercado de comércio eletrônico no mundo. (Pesquisa realizada em 2015).

Dentre todos os pontos positivos das compras online, existem dois fatores que ainda pesam bastante para o consumidor. Em primeiro lugar, a questão da segurança, pois algumas pessoas acabam tendo problemas com compras online. Em segundo lugar, o tempo de espera para receber o produto. Entretanto, hoje em dia é possível lidar com essas objeções, pois contamos com várias ferramentas para melhorar a segurança e a questão de prazo se justifica pela qualidade. 

Quais são as expectativas para o futuro?

Podemos perceber que o comércio eletrônico tende a crescer cada vez mais, pois as pessoas estão cada dia mais conectadas. Mas, existe um outro ponto que deve ser levado em conta, o uso de dispositivos móveis tem aumentado dentro do mercado online. Sendo assim, é interessante ter estratégias para que facilitem um atendimento mobile-friendly para clientes que hoje fazem tudo pelo celular ou tablet. No entanto, focar em ações como:

  • Estar presente nas redes sociais.
  • Fazer uso de estratégias do marketing digital.
  • Manter um relacionamento diferenciado com os clientes.

Sem dúvida esses serão os diferenciais que farão a sua marca se destacar entre as demais. Enfim, podemos perceber que estamos em constante crescimento da era digital, e para aqueles que desejam obter bons resultados devem estar antenados às tendências desse mercado.

Quer saber mais sobre e-commerce? Acesse os conteúdos abaixo:

Postar um Comentário

Converse no Whatsapp
Podemos te ajudar?